quarta-feira, 12 de outubro de 2016

70 - NOTÍCIAS RECENTES DA GORONGOSA




NOTÍCIAS DO PARQUE NACIONAL DA GORONGOSA
- OUTUBRO DE 2016 - 
 
Este mês temos muitas e boas notícias para si, a começar com o fantástico desenvolvimento que a parceria entre o Governo de Moçambique e a Fundação Carr/Projecto de Restauração da Gorongosa teve, ao ser prorrogado por mais 25 anos! Em conferência de imprensa, no final da sessão do Conselho de Ministros, em Setembro, o porta-voz, Dr. Mouzinho Saide, disse que a decisão permitirá ao Governo e à Fundação continuar a investir e a desenvolver o potencial do Parque, o qual se está rapidamente a tornar um modelo para outros Parques Nacionais em todo o mundo.

"Há um crescimento da área geográfica da gestão conjunta, da fauna bravia e da consciência das comunidades sobre a importância do parque e do turismo", disse o Dr. Saide

Este compromisso a longo prazo significa que o Parque pode continuar os seus trabalhos de conservação e de desenvolvimento humano (saúde, educação e agricultura) nas próximas décadas.

Prémio de  Mérito na Conservação atribuído ao Presidente Nyusi

Greg Carr, David Barron e o Presidente Filipe Nyusi em Washington DC
Em 15 de Setembro, em Washington DC (EUA), a Fundação ICCF  "International Conservation Caucus Foundation" agraciou com o prestigiado Prémio de Mérito na Conservação Sua Excelência, o Presidente Filipe Nyusi da República de Moçambique. John Gantt, Presidente da ICCF, declarou: "O Presidente Nyusi ganhou este prémio por promover uma nova definição de Parque Nacional no seu país: o Parque Nacional enquanto motor de desenvolvimento humano".  Gantt afirmou ainda: "O Presidente Nyusi comprometeu o seu país a efectuar uma melhor protecção dos seus treze Parques Nacionais e Reservas, enquanto promove, simultameamente, uma nova abordagem do desenvolvimento rural: utilizar os Parques e Reservas como motores de educação, desenvolvimento económico e prestação de serviços para as comunidades tradicionais que compartilham ecossistemas com estes tesouros naturais de Moçambique. No passado, algumas pessoas sentiram que a conservação da natureza e o desenvolvimento humano eram objectivos que competiam entre si. Agora, líderes visionários como o Presidente Nyusi reconhecem que o crescimento económico sustentável está intimamente ligado a um meio ambiente saudável - e que os seres humanos e as economias naturais são interdependentes."





Estreia de "As Guardiãs dos Leões da Gorongosa" na TV de Moçambique
Celina Dias e Domingas Aleixo celebraram o Dia Mundial do Leão
No dia 10 de Agosto, em que se comemorou o Dia Mundial do Leão, a STV e a TVM estrearam o filme "As Guardiãs dos Leões da Gorongosa" - um retrato íntimo e revelador sobre a vida de duas mulheres notáveis, Celina Dias e Domingas Aleixo, que fazem parte da equipa do Projecto dos Leões, um grupo de cientistas, fiscais e ambientalistas que estão a trabalhar para proteger os leões da Gorongosa. O filme foi para o ar na STV e TVM, recebeu muitos elogios e potencialmente foi visto por milhões de pessoas. Além disso, os Cinemas Lusomundo em Maputo ofereceram as suas salas de cinema para várias exibições do filme a muitas centenas de estudantes, bem como a representantes do Governo e do Corpo Diplomático, e aos membros do Clube Empresarial da Gorongosa, que se reuniram na ocasião para apreciar o filme.

As jovens cientistas levantam voo!
A Diolinda a libertar um abutre no Parque
















Além da Celina e da Domingas, outras jovens cientistas aqui da Gorongosa estão a continuar as suas experiências e formação académica, não apenas em Moçambique, mas em todo o mundo. A Diolinda Mundoza recentemente deixou a Gorongosa para estudar na Universidade do Estado de Boise, nos Estados Unidos, onde ela vai passar o inverno a registar as migrações dos falcões, das corujas e de outras aves, no oeste dos Estados Unidos. E ela não é a única que está a abrir as suas asas! A Dominique Gonçalves, que passou os últimos meses a estudar os elefantes na Gorongosa sob a orientação da Joyce Poole, está agora a iniciar o seu Mestrado em Ciências na Universidade de Kent, na Inglaterra. À medida que estas jovens, cheias de vontade de aprender, continuam a crescer e a desenvolverem-se, estamos ansiosos pelo seu regresso ao Parque, para liderarem a próxima geração de líderes da conservação. 

Clubes de Raparigas - Um Olhar para o Futuro
A educação das meninas pode mudar o mundo

A equipa de Desenvolvimento Humano do Parque Nacional da Gorongosa está liderar a criação de "Clubes de Raparigas" em 93 escolas primárias à volta da Gorongosa.

Nos Clubes de Raparigas, em horário pós-escolar, as meninas concentram-se na leitura, no estudo de ciências naturais (e também em visitas de estudo ao Parque da Gorongosa), participam em actividades recreativas, aprendem sobre segurança pessoal, saúde, nutrição e planeamento familiar. As raparigas aprendem sobre mulheres bem sucedidas através de livros, filmes e histórias. Elas têm possiblidade de conhecer pessoalmente algumas delas. Fazem estágios curtos em centros de saúde e em empresas locais para desenvolverem a sua autoconfiança. As líderes de cada clube concentram-se em manter as raparigas na escola, o que é a melhor maneira de evitar que casem prematuramente.

Numa das reuniões de um Clube de Raparigas, o membro do Comité de Supervisão do Parque, Greg Carr, perguntou a este grupo de crianças o que eles queriam ser quando crescerem. "Professora,  enfermeira, doutor, piloto!" foram as escolhas mais comuns. A jovem na foto acima disse: "Eu quero ser presidente"!

Estas raparigas têm sonhos importantes e com uma boa educação, vão poder enfrentar o mundo! O Parque orgulha-se de ser o impulsionador de uma iniciativa tão eficaz e positiva.

Descobrindo o Passado da Gorongosa
O espeleólogo Frederico Tátá mostra como usar as cordas à estagiária de media Michel Sousa

Desde o final de Junho até ao início de Setembro, uma equipa multidisciplinar internacional de paleontólogos, espeleólogos, geólogos e primatólogos (entre outros) passaram semanas a estudar os diversos ecossistemas do Parque Nacional da Gorongosa. Liderados por Susana Carvalho, que é a Directora do Projecto de Paleo-Primatologia da Gorongosa, e também professora na Universidade de Oxford, a equipa fez diversos trabalhos de campo no Parque. Os espeleólogos, liderados por Frederico Tátá, procuraram no parque grutas inexploradas que podem eventualmente conter fósseis desconhecidos; a equipa de primatologia observou babuínos nas planícies de inundação para aprender mais sobre como os primeiros seres humanos poderiam ter sobrevivido nestes tipos de ambientes, e a equipa de geologia procurou indícios que nos digam mais sobre a forma como o Parque evoluiu. "Esta tem sido uma primeira temporada de campo emocionante e produtiva", disse Marc Stalmans, Director dos Serviços Científicos do PNG. "Documentar os ambientes do passado da Gorongosa vai-nos ajudar a entender como os seres humanos podem ter evoluído nesta parte do Vale do Rift." A equipa pretende voltar novamente no próximo ano, como parte de um projecto multi-anual e multidisciplinar, cujos objectivos são construir um retrato rico da história da Terra e do nosso lugar dentro dela.

A Ciência na Gorongosa
Jovens Licenciados do Seminário de Conservação no Laboratório E.O. Wilson

  

















Em 2014 inaugurámos o Laboratório E.O. Wilson, um novo e importante centro de actividade científica e educacional em Moçambique. Desde então, dezenas de conferências, seminários e programas educativos têm sido realizados no Parque, reforçando a educação científica em Moçambique, e inspirando jovens a assumir a luta pela conservação. O nosso primeiro Curso sobre Formigas, inspirado por Edward O. Wilson, realizou-se em Julho e trouxe investigadores e professores de todo o mundo, e tudo indica que se tornará num evento anual.

Os próximos eventos incluem seminários de Bioinformática, Entomologia e Biodiversidade. Por favor entre em contato com Matthew Jordan através de science@gorongosa.net para mais informações.

Está igualmente muito próximo o novo censo aéreo de fauna bravia, a ser realizado em Outubro. O último censo em 2014 revelou uma regeneração extraordinária nas populações de muitas espécies, e mostrou como a natureza pode recuperar quando lhe é dada essa oportunidade.

Uma Nova Escola está a ser construída em Mussinhá
                                                            Estrutura para o Futuro

Mais uma escola está a ser construída no distrito da Gorongosa. Esta é uma iniciativa notável da Fundação Rizwan Adatia que irá melhorar as condições e a qualidade da aprendizagem de cerca de três centenas de crianças da Escola Primária de Mussinhá, localizada na Zona de Desenvolvimento Humano do Parque Nacional da Gorongosa, onde muitas crianças ainda estão a estudar em  condições precárias, em salas de aula improvisadas feitas de estacas e capim, ou mesmo debaixo de árvores. A escola, que está a ser construída com cimento, ferro e tijolos terá cinco salas de aula, que serão equipadas com carteiras escolares, um bloco administrativo, uma casa para o Director da escola, bem como sanitários masculinos e femininos.

A Fundação Rizwan Adatia é um dos membros do Clube Empresarial da Gorongosa, uma iniciativa do Parque Nacional da Gorongosa lançada em 2014 e destinada a promover o fortalecimento do Projecto de Restauração da Gorongosa como um esforço alargado para restaurar um dos parques mais emblemáticos da África e do mundo, através de um maior envolvimento da comunidade empresarial de Moçambique. O Clube Empresarial da Gorongosa tem agora 22 membros que têm vindo a apoiar várias intervenções do Parque na Conservação da Biodiversidade, na Luta Contra a Caça Furtiva, na Investigação Científica e no Desenvolvimento Humano na região.

69 - MEMBROS DO NC DO GAG PRESENTES NA GALA ANUAL DO SCI-L




Decorreu ontem no restaurante do Parque de Exposições de Santarém a Gala anual do Safari Clube Internacional - Capítulo Lusitânia (SCI-L), de cujo programa constaram várias cerimónias entre elas  uma homenagem póstuma ao caçador-guia Adelino Serras Pires, que fora igualmente alvo de idêntica distinção por parte do Grupo de Amigos da Gorongosa (GAG) durante o almoço do seu 10º aniversário realizado em Lisboa dia 5 de Março último (Ver reportagem em:
Por convite recebido do presidente do SCI-L, João Corceiro, o GAG fez-se representar neste evento pelos membros do seu núcleo coordenador,  Celestino Gonçalves (acompanhado da sua mulher Lurdes) e  José Canelas de Sousa. Do nosso grupo fez ainda parte o conceituado caçador guia Luís Pedro de Sá e Melo (acompanhado da esposa Ana Maria), este na qualidade de sócio do SCI-L de quem já recebeu, em 2014, idêntica homenagem à que nesta gala foi prestada ao seu colega Adelino Serras  Pires.
Em representação do homenageado estiveram presentes  seus filhos Adelino Serras Pires Júnior (Tim-Tim) e Paula Serras Pires, bem como  seu genro Caleano (esposo da Paula) e seu neto (filho deste casal).
Para além desta cerimónia, muito aplaudida, e do sorteio de importantes donativos (safaris, obras de arte, etc,), de registar também a atribuição dos prémios de "Outfitter do Ano" e "Conservação da Natureza", atribuídos, respectivamente, à empresa de turismo Monfortur e ao biólogo Pedro Vaz Pinto que em Angola chefia o importante projecto de conservação "Palanca".
A reportagem fotográfica regista alguns dos momentos  desta Gala e alguns aspectos da "Expo-Caça" que na altura decorria no mesmo pavilhão.
Os nossos agradecimentos ao amigo João Corceiro, pelo convite e referências feitas ao signatário durante o seu discurso de apresentação e elogio ao saudoso amigo Adelino Serras Pires.
8 de Maio de 2016
Celestino Gonçalves



REPORTAGEM FOTOGRÁFRICA


O bonito pavilhão do SCI-L na Expo-Caça 2016, em Santarém

O Luis Pedro junto do mesmo pavilhão

Aspecto da Sala do jantar da Gala do SCI-L

Outro aspecto da sala com o nosso colega
do GAG, José Canelas, em primeiro plano

Mesa do presidente do SCI-L e seus convidados 

Adelino Serras Pires Junior (Tim-Tim) foi um dos convidados que participou na mesa
 do presidente João Corceiro, na qualidade de representante da família Serras Pires 

 Mesa dos representantes do GAG 

 
O presidente do SCI-L , João Corceiro, dando as boas-vindas aos
presentes na Gala

 
O presidente de honra do CIC, Nicolás  Franco,
 apresentando Pedro Vaz Pinto, homenageado pelo SCI-L pela sua acção 
no projecto de conservação da Palanca Negra gigante em Angola

Nicolás  Franco no uso da palavra
Ele foi o grande impulsionador do projecto "Palanca" a partir do
ano de 1977

Cartaz (projectado) alusivo à homenagem feita a Pedro Vaz Pinto

Pedro Vaz Pinto agradecendo a homenagem

Momento da homegagem prestada , a título póstumo, a Adelino Serras Pires.
À direita, os dois filhos do homenageado. À esquerda, Luís Pedro Sá Mello e Fernando Seixas, que entregaram o prémio. Ao centro, o presidente João Corceiro

 Pose dos intervenientes após a entrega do prémio

Citação (projectada) de um trecho do Livro de Adelino Serras Pires, 
"Ventos de Destruição"

Foto (projectada) de Adelino Serras Pires durante a sua 
actividade de caçador-guia

Conversando com o conceituado conservador espanhol, Nicolás Franco,
 na sala de recepção da Gala

A boa disposição  de José Canelas sempre presente

 Canelas, Celestino e Luis Pedro durante a visita à Expo-Caça

Tasquinha onde lanchamos

Uma parte do pavilhão  da empresa Cacicambra, 
um dos mais importantes da Expo-Caça/2016



segunda-feira, 11 de abril de 2016

68 - ESCOLA PRIMÁRIA DE MASSINHÁ, DISTRITO DA GORONGOSA, APOIADA PELA FUNDAÇÃO RIZWAN ADATIA



NOTÍCIA ACABADA DE PUBLICAR NAS REDES SOCIAIS 
PELO DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO DO PNG


Foi uma manhã especial na Escola Primária de Massinhá, Distrito da Gorongosa. 
Cada uma das 316 crianças da escola recebeu da Fundação Rizwan Adatia, 
membro do Clube Empresarial da Gorongosa, uma mochila escolar com diversos
produtos escolares, de higiene e brinquedos. 
A alegria foi indescritível e atingiu o rubro quando o filantropo Rizwan Adatia 
anunciou que em quatro meses existirá naquele lugar uma escola de cimento
e tijolo com várias salas de aula equipadas com carteiras, uma casa para a 
Direcção da escola e sanitários masculinos e femininos. 
A Directora da Escola, Maria da Graça, disse que este foi o dia mais feliz da 
vida dela e para todos nós na Gorongosa, que tivemos o privilégio de participar
neste acto, também!

Os filantropos Rizwan Adatia e Greg Carr com as crianças 
da Escola Primária de Massinhá.

A Directora da Escola Primária de Massinhá, Maria da Graça,
 recebe a equipa do Projecto de Restauração da Gorongosa
 e o filantropo Rizwan Adatia. 

O filantropo e Presidente do Gorongosa Restoration Project, Greg Carr,
 observa as crianças da Escola Primária de Massinhá.

Maria da Graça, Directora da Escola Primária de Massinhá, 
explica a função didáctica do viveiro florestal da escola.

Uma das salas de aula actuais da Escola Primária de Massinhá.

O filantropo Rizwan Adatia numa das salas de aula
 da Escola Primária de Massinhá.

Domingos Muala, do Departamento de Relações Comunitárias do PNG, 
ilustra para todas as crianças um dos vários componentes 
que estavam no interior das mochilas que iam ser distribuídas.

O filantropo Rizwan Adatia anuncia que a sua Fundação irá construir
 uma escola de cimento e tijolos em Massinhá.

Três das crianças da Escola Primária de Massinhá, recebem as suas mochilas
 das mãos de Greg Carr, Rizwan Adatia e Patrícia Guerra (Clube Empresarial da Gorongosa).

Maria da Graça, Directora da Escola Primária de Massinhá, 
diz que este foi o dia mais feliz da sua vida!


NOSSO COMENTÁRIO

É com enorme satisfação que o Grupo de Amigos da Gorongosa reproduz esta notícia, por se tratar de uma acção social de grande impacto no sector da educação no distrito da Gorongosa, nomeadamente na escola de Massinhá que é frequentada por mais de três centenas de crianças que em breve vão usufruir de belas instalações.
Esta iniciativa resulta de um programa que há vários anos vem sendo desenvolvido pelas direcções do Parque Nacional da Gorongosa e do seu Projecto de Restauração estruturado por Greg Carr e financiado pela sua Fundação Carr, que visa o apoio às populações periféricas do Parque nas áreas da educação, saúde e agricultura, havendo já vários empreendimentos que muito têm contribuído para a melhoria das condições de vida das mesmas populações. 
De registar que a criação, em 2014, do Clube Empresarial da Gorongosa, de que faz parte a Fundação Rizwan Adatia e mais cerca de três dezenas de instituições Moçambicanas ou radicadas no país,  veio fortalecer o programa acima referido, esperando-se que outras acções venham em breve a ser anunciadas, para bem da Gorongosa e das suas gentes. Parabéns pois, aos dirigentes envolvidos neste belo Projecto!

Lisboa, 11 de Abril de 2016

Celestino Gonçalves
(Membro do GAG)